Produtor, chegou a hora da nutrição!

Em algumas áreas do Brasil, o plantio já acabou. Logo, […]

quarta-feira | 04 janeiro

Em algumas áreas do Brasil, o plantio já acabou. Logo, é chegada a hora de falarmos de nutrição, principalmente sobre fertilidade do solo e nutrição foliar, que envolvem o manejo dos nutrientes essenciais para o crescimento e desenvolvimento das plantas. 

Entender sobre esses temas e conhecer algumas possíveis ações que podem ser tomadas para melhorar o manejo será fundamental para a produtividade da sua lavoura. Pensando nisso, nós aqui da Sementes Goiás preparamos este artigo com informações valiosas. Acompanhe!

Fertilidade do solo

Um solo fértil é aquele capaz de fornecer os nutrientes essenciais na quantidade correta para o desenvolvimento saudável da planta, e ele precisa se manter nessas condições durante todo o seu ciclo. 

É por isso que a fertilidade do solo deve fazer parte do planejamento do produtor.

A produtividade é uma relação entre a planta, o clima, o manejo e o solo. Manter o solo fértil irá fortalecer todos esses componentes e diminuir o impacto de fatores como a seca. 

Desta forma, os componentes principais para a fertilidade do solo são:

- Físico;

- Químico;

- Biológico;

O resultado das características naturais do solo e das interações que ocorrem entre esses três componentes principais irá definir o nível de fertilidade. 

O pH do solo e a suscetibilidade à compactação são características que contribuem para a fertilidade e dependem das partículas do solo. 

O crescimento de plantas e a adição de fertilizantes modificam o solo e alteram a sua fertilidade, por isso é preciso ficar atento e realizar o manejo da forma correta, com cuidado para que não haja degradação. 

Nutrição foliar 

Não somente o solo precisa estar nas melhores condições para o plantio, mas também as plantas, que precisam estar com suas necessidades nutricionais supridas para que cresçam saudáveis e se tornem produtivas. 

A nutrição foliar é uma técnica que equilibra os macros e micronutrientes essenciais para o desenvolvimento das plantas. 

Diferentemente da adubação convencional, os fertilizantes utilizados para nutrição foliar são aplicados diretamente sobre as folhas, permitindo que sejam assimilados de maneira mais rápida pela planta. 

É comum que durante o ciclo da cultura haja deficiência de micronutrientes como boro, cálcio, zinco, manganês, cobalto, dentre outros. Felizmente, estes podem ser complementados através da nutrição foliar. 

Conclusão

A fertilidade do solo e a nutrição foliar podem ser consideradas alguns dos aspectos mais importantes para que a soja cresça de forma saudável.

Por mais que possa parecer complexo de se realizar, é importante acompanhar o conteúdo de nutrientes de sua área com frequência, porque muitas informações sobre práticas agrícolas como manejo de fertilidade do solo e nutrição foliar estão contidas lá.

Nos vemos no próximo post.

Sementes Goiás: segurança para plantar. Confiança para colher.

Compartilhe: